domingo, 18 de setembro de 2011

Nova Imagem




Novo Banner para o Censore Créatif!

Sabe, cansei daquela imagem para o blog. Toda vez que entrava aqui, assim como vocês, e via aqueles trabalhos antigos reunidos no banner da imagem anterior, me entediava. Resolvi então, pegar um final de semana ocioso desses para pensar uma imagem mais legal pro blog. Mesmo porque, ano que vem ele faz 4 anos de existência e merece um título melhor.
Depois de alguns rabiscos, adotei essa forma e a partir daí era só sentar e desenhar. O resultado acabou ficando de 3 ou 4 maneiras diferentes da mesma imagem. Uma em preto e branco - que descartei porque já tem muitas imagens em PB aqui no blog, em outra ocasião posto essa versão aqui - essa maior e mais nítida, que, porém, não haveria espaço para o cabeçalho da página, uma cortada mas sem grande nitidez nas cores e a final aí de cima que tentei adaptá-la da melhor forma possível pra cá.
Bom, Censore Créatif é um nome que possui nenhum sentido aparente visto que algo ou alguém que censura, teoricamente, não seria nada criativo. Logo, existe no nome um paradoxo e a nova imagem deveria também ser relacionada com isso. Me veio à cabeça então, uma imagem de alguma coisa militarizada e logo apliquei a idéia. Não sei se foi um lugar comum ou clichê mas funciona. O outro elemento deveria estar ligado à natureza, como as manifestações naturais artísticas em geral, e a terra, ainda acho a melhor representação desse elemento natural. Depois foi só somar os dois. Espero que gostem!

R.Menicucci

domingo, 11 de setembro de 2011

11 / 9



Charge Religiosa
Série, nº42


Hoje, dia 11 de setembro faz dez anos do ataque aos Estados Unidos. Longe de querer me partidarizar sobre o ocorrido e lamentando as perdas de ambos os lados religiosos (tanto cristãos quanto muçulmanos), publico essa charge feita tempos depois sobre a censura religiosa, sofrida pela charge e a arte em geral, do caso do tablóide dinamarquês.

Seja qual for a opção religiosa de cada um, políticas a parte, sou contra a censura de qualquer forma e também a falta de respeito perante o semelhante. Se o ilustrador desrespeitou o credo alheio, errou, e errou também a comunidade religiosa que o censurou. Liberdade de expressão é um direito básico de todos, assim como a liberdade de concordar ou discordar de algo.

Por tudo isso, posto essa charge que diz respeito a censura religiosa aos artistas, aos ataques violentos, controles religiosos de qualquer tipo e ao conflito político de forma geral. Não tenho outra imagem que defina melhor esse problema e desde a época foi a única coisa que produzi sobre o tema nesses dez anos. A arte atacada só pode se defender com arte! A comédia pela comédia! O drama pelo drama!

RM.


1 minuto de silêncio pelas vítimas do conflito.

...

sábado, 10 de setembro de 2011

Anne Rice no Brasil



Anne Rice no Brasil

A renomada autora Anne Rice do livro Entrevista com o Vampiro, esteve no Brasil na Bienal do Livro do Rio 2011 essa semana para uma procurada, porém agradável, noite de lançamento, palestra e autógrafos do seu novo trabalho Tempo dos Anjos.
Como grande admirador de sua vasta obra, não pude deixar de prestigiá-la no evento. Seus sedutores personagens como Louis, Lestat, Armand, Mario, Pandora e etc, fizeram e ainda fazem a cabeça de muita gente. A maior prova disso era a interminável fila que se formou na Bienal de pessoas para vê-la! As pessoas se acotovelavam em cima dos seguranças para se aproximar dela. Assustei-me com o fato de haver tantos interessados em seu trabalho aqui no Brasil em época de sucessos de histórias vampirescas diferentes de suas criações como o Crepúsculo ou True Blood.
Bem, perante essa situação nosso encontro foi breve e, portanto, sem muita conversa. Tive tempo apenas de parabenizá-la e comentar com ela sobre seu sucesso no Brasil e na língua portuguesa o que ela concordou e se mostrou também impressionada. Após alguma dificuldade em escrever meu nome na dedicatória (o qual ela chegou a identificar a origem), no final, disse que foi um prazer me conhecer e me deu um beijo de presente, gentilmente retribuído.
Anne Rice é uma das autoras populares mais importantes dos últimos anos. Além de suas crônicas vampirescas, escreveu sobre múmias, bruxas e recentemente convertida ao catolicismo, sobre os evangelhos. Seus méritos se encontram na reestruturação moderna da imagem do vampiro, antes tradicionalmente ligada ao culto cristão da literatura do final Séc. XIX e início do XX, sua escrita de tom romântica erudita mas recheada de referências e recursos contemporâneos, seus personagens muito bem construídos e desenvolvidos e claro, seu grande talento literário e suas idéias!
Foi um prazer conhecê-la pessoalmente e aqui está o registro desse encontro:




Anne Rice & Rafael Menicucci

terça-feira, 6 de setembro de 2011

HQ






HQ s/ nome
Enredo e Imagens: R.Menicucci
2004

Essa é uma Mini-História em Quadrinhos antiga, recheada de sangue, sexo e violência. São 5 páginas sem nenhuma fala ou onomatopéia e narra um breve e fatal encontro de um casal em um quarto de algum motel barato.
À época em que fiz (quase sete anos atrás não me lembro ao certo) estava fascinado por histórias do gênero em narrativas rápidas como essa, que lia em revistas como a Heavy Metal, e resolvi desenvolver a minha própria no estilo. Nunca achei o resultado totalmente satisfatório e para minha visão e técnicas atuais, fraco. É a razão de não tê-la publicado. Bom, com o passar do tempo vamos amadurecendo, mudando, e como hoje é o dia internacional do sexo e esse trabalho aborda o tema, acho que está na hora de fazer as pazes com ele e postá-lo aqui no blog.

PS: Existe uma versão mais "hardcore" no sketchbook, mas essa fica para uma outra ocasião...